>MUNDO CANIBAL E O "PARTOBA"

>

Amigos Leitores, recebi via MSN o link
para esse video, que me foi enviado por
nosso Colaborador Wilson Prodoscimo!
Como somos fãs do Mundo Canibal, eu
não podia deixar de reproduzir esse video
para vocês! Querem rir? Leia Mais…
Diversão Garantida! ABRAÇOS!

Advertisements

>TESTANDO A SEGURANÇA DE SUAS SENHAS

>Amigos Leitores, em ótima dica de post,
nosso Colaborador Wilson, nos enviou o
link para o Site The Password Meter, que
tem como finalidade, testar a eficiência
das senhas que você usa na internet!
Confiram o site clicando clicando no link abaixo!
Vale um Click hein! Abraços!
The Password Meter

>O IPAD & LARRY ELLISON

>Nesse ótimo post, cujo original reproduzo para vocês aqui no DTUP e foi retirado do ótimo Site Meio Bit, vocês irão poder saber um pouco mais sobre a relação que existe entre o IPAD de MR Steve Jobs e o todo poderoso chefão da ORACLE MR Larry Ellison (o anti tio BILL eterno).
O Post mostra que Ellison em suas previsões sobre o futuro dos computadores pessoais está muito mais “nostradamus”que seu “amigo” Bill. Vale a pena dar aquela clicada em Leia Mais…
e Conferir o Post na Integra! ABRAÇOS!


Neste artigo da Wired é contada a história de como a Oracle perdeu o bonde da Internet em seu começo. Não por ter boas idéias, mas por ter idéias revolucionárias cedo demais. Ao invés de criar sites como o Badvista.org, Larry Ellison redirecionou seu ódio por Bill Gates para atividades construtivas, sua idéia para tornar a Microsoft irrelevante é uma delas.

No final dos Anos 90 a Internet já era uma realidade, mas a maioria das pessoas (e do Mercado) a via apenas como uma forma de interligar computadores, uma espécie de rede telefônica; burra, sem nenhuma inteligência no meio. Ellison percebeu que se parte da inteligência fosse colocada em servidores, você não precisaria de tanto poder de processamento nas pontas, e que o uso normal da maioria das pessoas se encaixava perfeitamente no conceito de aplicações pequenas, baixadas remotamente, sob demanda.

Infelizmente a idéia –o Network Computer- era excelente mas a plataforma escolhida –Java- nunca teve a performance desejada, e as conexões da época eram lentas demais, banda larga ainda era um luxo para a maioria das pessoas.

Mais de uma década depois, o sonho de Larry Ellison se torna realidade. O foco foi desviado de máquinas mais e mais poderosas (exceto para gamers) e a portabilidade se tornou suprema. Netbooks estabilizaram em um padrão de performance, o essencial é conectividade. É perfeitamente viável utilizar um netbook + um monitor decente como estação de trabalho, se o seu uso for essencialmente web e Office.

O conceito não pára aí. Como Ellison havia sugerido, o processamento está migrando para servidores. Chegou-se a um consenso onde nem temos terminais burros nem PCs ociosos. Um navegador parrudo, uma boa aplicação na nuvem (Office WebApps, Google Docs, Flickr, WordPress,etc) e temos o melhor dos dois mundos. O que falta para a portabilidade total de dados é a conexão ultra-rápida. Feito isso, não teremos mais nossos dados em HD, não fará sentido.

Recapitulando: Todas as tendências apontam para PCs domésticos de desempenho razoável, com grande conectividade, portabilidade, excelentes para navegação web. De preferência um equipamento de baixo custo, mas não tão barato que não permita um jogo eventual ou aplicações 3D.

Olhe aqui o seu PC de 3 anos no futuro:

ipad_dock

Se não for seu, será o de sua mãe.

De resto, antes que comece o mimimi de que não faz sentido uma máquina que praticamente só acessa web, lembre-se do Chrome OS.

>2010 O ANO DOS eREADERS

>Amigos Leitores, vocês já devem ter ouvido falar que a
febre geek do momento são os eReader como o Kindle,
o leitor de livros digitais da Amazom.com, não é?
Caso ainda não tenham ouvido falar e queiram saber,
um pouco mais sobre o assunto, clicando em Leia Mais…
Vocês terão acesso a uma reprodução de matéria
muito interessante sobre eReaders; matéria essa lida e
sugerida por nosso Colaborador Wilson no excelente Site Meio Bit.
Espero que gostem! Abraços!

2010 O Ano dos eReaders

CES deste ano foi tomada por eReaders. A Tinta Eletrônica, antes ficção chegou para ficar. O Amazon Kindle foi o produto mais vendido da Amazon.com e venderam mais livros eletrônicos em 2009 do que livros físicos.

O preconceito com a falta de cor não está sendo realmente significativo, as pessoas pelo visto perceberam que todos os livros de adulto são em preto-e-branco. Mesmo assim leitores coloridos já estão aparecendo também.

Mesmo empresas não muito dadas a inovação, como a RCA, apresentaram modelos. A estrutura de pegar carona em redes 3G está sendo replicada, e quando um de meus amigos menos geeks ganha da namorada igualmente não-geek um Kindle, e gosta, tenho que reconhecer que “inclusou”.

skiff

O modelo acima tem excelente resolução, 1600×1200, tela de 29,2cm, ridículos 6,8mm de espessura, uma semana de bateria, WIFI, 3G, 4GB de memória, slot para cartão SD, alto-falante, entrada de headphone, etc, etc, etc. É um Skiff, ainda não tem preço definido.

Vale a pena comprar?

Não.

Os preços ainda estão inflacionados pelo hype da novidade. Os mais baratos custam US$250,00. A estrutura ainda está muito amarrada aos vendedores, formatos proprietários imperam e a própria questão da propriedade intelectual não está bem resolvida.

Ano passado a Amazon fez algo impensável, e com o pior título possível: Após um imbroglio com os detentores do Copyright, assumiu uma postura Big Brother e apagou remotamente dos Kindles dos usuários cópias vendidas de 1984.

A medida horrorizou todo mundo, resultando em um pedido de desculpas de Jeff Beezos onde a medida foi chamada de estúpida e impensada. Só que o que ela fez foi mostrar que o Rei está nu, que embora tenhamos pagado por por eles, os livros legalmente adquiridos não são necessariamente nossos.

Não consigo conceber uma livraria invadindo minha casa para retomar um livro vendido por engano, então não concebo isso sendo feito eletronicamente.

Portanto, em vista de tudo isso acho melhor esperar.

Esperar por uma política de preços menos baseada no hype e mais baseada no valor real dos produtos. Não faz sentido um leitor de eBooks custar o mesmo que um netbook completo.

Esperar por uma maior unificação de formatos e lojas. diminuindo a dependência dos vendedores originais. Ninguém compraria um Dell que só funcionasse (ou funcionasse nitidamente mais adequadamente) com programas comprados no lojinha da Dell. Por quê comprar um leitor de ebooks que só é realmente amigável com uma loja?

Esperar subsídios reais para aceitar situações como as do parágrafo anterior. Se é para me prender à loja, que banquem a parte do leão.

Esperar a chegada definitiva dos modelos coloridos, que com certeza já existem em laboratórios, mas estão sendo retardados para aproveitar o interesse que já existe nos modelos monocromáticos.

Pode parecer estranho pregar paciência para uma tecnologia tão reconhecidamente útil e satisfatória como ebooks, mas é exatamente por isso que o estou fazendo. Acredito que eReaders serão tão fundamentais e presentes em nossas vidas, em um futuro próximo, que devemos pressionar fabricantes atrás dos melhores modelos possíveis, não dos melhores que estão dispostos a liberar no momento.




>AGORA É OFICIAL WINDOWS 7 LANÇADO HOJE!

>Amigos Leitores, paradinha rápida no serviço, apenas para postar para vocês um link muito legal da MS com transmissão ao vivo com testes e outras coisas mais sobre o Windows 7.
Afinal, hoje é dia 22, data do lançamento Mundial do novo S.O da MS que promete fazer pelos usuários tudo aquilo que o Windows Vista prometeu e não cumpriu!
Em Tempo:
Mais tarde, um post especial sobre as notícias e as primeiras impressões sobre o Windows 7

Transmissão AO VIVO Microsot Lançamento Windows 7

>ZINA NO COMERCIAL DA FACULDADE IESB

>Amigos Leitores, esse post nasceu de uma conversa com nosso grande Colaborador Wilson, onde o mesmo me dizia ter visto no twetter, comentários sobre uma propaganda para a Faculdade IESB que tem como “estrelas” o Alfinete e o Zina do Panico na TV.
Não sou tão radical quanto nosso colaborador Wilson que já foi, mas hoje não é mais, um fã do Panico na TV, e não consegue acreditar como eles ainda podem fazer sucesso até hoje.
Gosto muito do humor que eles fazem, mas concordo 100% com o Wilson, quando debatiamos sobre a propaganda, pois, somos da opinião de que nosso amigo Zina, pode e deve agarrar sua chance, aquilo que não devemos deixar acontecer, é aceitar que alguns formadores de opinião, transformem o mesmo em um “icone pop” e em um “exemplo a ser seguido”, pois caso isso seja levado como apenas mais uma brincadeira, estariamos seriamente, mais uma vez, errando em nossas escolhas, e assim, comprometendo o futuro intelectual que estamos construindo para o nosso Brasil!
Clique em Leia Mais… Confira o Vídeo e podendo, deixe sua opinião registrada! Abraços!

http://www.youtube-nocookie.com/v/aOoVIpJQ0Q8&hl=pt-br&fs=1&color1=0x3a3a3a&color2=0x999999&hd=1&border=1

>O ECAD E A TAXINHA DA MÚSICA AMBIENTE COMERCIAL

>
“O Supremo Tribunal de Justiça decidiu que qualquer QUALQUER estabelecimento comercial que tenha um sonzinho ambiente para entreter seus clientes deve recolher a famigerada taxa ao ECAD.”
Pois é Amigos Leitores, há muito tempo aqui em São José dos Campos, tenho ouvido falar sobre essa tal taxa do ECAD, e sempre me questionei sobre sua legalidade, mas, ao que parece, agora, segundo o STJ ela é lei! Acho até que abusiva, mas é Lei!
Se vocês quiserem saber um pouco mais sobre o assunto e a bendita lei, clique no link abaixo e confira! Abraços!

Portal ADVFN – TAXA DO ECAD PARA MÚSICA AMBIENTE COMERCIAL