>O IPAD & LARRY ELLISON

>Nesse ótimo post, cujo original reproduzo para vocês aqui no DTUP e foi retirado do ótimo Site Meio Bit, vocês irão poder saber um pouco mais sobre a relação que existe entre o IPAD de MR Steve Jobs e o todo poderoso chefão da ORACLE MR Larry Ellison (o anti tio BILL eterno).
O Post mostra que Ellison em suas previsões sobre o futuro dos computadores pessoais está muito mais “nostradamus”que seu “amigo” Bill. Vale a pena dar aquela clicada em Leia Mais…
e Conferir o Post na Integra! ABRAÇOS!


Neste artigo da Wired é contada a história de como a Oracle perdeu o bonde da Internet em seu começo. Não por ter boas idéias, mas por ter idéias revolucionárias cedo demais. Ao invés de criar sites como o Badvista.org, Larry Ellison redirecionou seu ódio por Bill Gates para atividades construtivas, sua idéia para tornar a Microsoft irrelevante é uma delas.

No final dos Anos 90 a Internet já era uma realidade, mas a maioria das pessoas (e do Mercado) a via apenas como uma forma de interligar computadores, uma espécie de rede telefônica; burra, sem nenhuma inteligência no meio. Ellison percebeu que se parte da inteligência fosse colocada em servidores, você não precisaria de tanto poder de processamento nas pontas, e que o uso normal da maioria das pessoas se encaixava perfeitamente no conceito de aplicações pequenas, baixadas remotamente, sob demanda.

Infelizmente a idéia –o Network Computer- era excelente mas a plataforma escolhida –Java- nunca teve a performance desejada, e as conexões da época eram lentas demais, banda larga ainda era um luxo para a maioria das pessoas.

Mais de uma década depois, o sonho de Larry Ellison se torna realidade. O foco foi desviado de máquinas mais e mais poderosas (exceto para gamers) e a portabilidade se tornou suprema. Netbooks estabilizaram em um padrão de performance, o essencial é conectividade. É perfeitamente viável utilizar um netbook + um monitor decente como estação de trabalho, se o seu uso for essencialmente web e Office.

O conceito não pára aí. Como Ellison havia sugerido, o processamento está migrando para servidores. Chegou-se a um consenso onde nem temos terminais burros nem PCs ociosos. Um navegador parrudo, uma boa aplicação na nuvem (Office WebApps, Google Docs, Flickr, WordPress,etc) e temos o melhor dos dois mundos. O que falta para a portabilidade total de dados é a conexão ultra-rápida. Feito isso, não teremos mais nossos dados em HD, não fará sentido.

Recapitulando: Todas as tendências apontam para PCs domésticos de desempenho razoável, com grande conectividade, portabilidade, excelentes para navegação web. De preferência um equipamento de baixo custo, mas não tão barato que não permita um jogo eventual ou aplicações 3D.

Olhe aqui o seu PC de 3 anos no futuro:

ipad_dock

Se não for seu, será o de sua mãe.

De resto, antes que comece o mimimi de que não faz sentido uma máquina que praticamente só acessa web, lembre-se do Chrome OS.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s