>HISTÓRIAS TECNOLÓGICAS – WALKMAN FAZ 30 ANOS !

>
Amigos Leitores, olá a todos! Espero que o Feriadão aqui no Estado de São Paulo, tenha feito bem a todos que puderam aproveita-lo, e que estejamos prontos para mais uma semana de luta !
Hoje, em nosso primeiro post, reproduzo aqui para vocês uma matéria que li na Folha on Line e achei muito interessante. Uma breve história do avô do iPod o Walkman.
Clicando em Leia Mais… vocês podem dar uma olhada na matéria completa. Vale a pena conferir. Abraço a Todos!

Levar no bolso a trilha sonora do dia e ouvi-la andando, sem estar preso a um pesado aparelho, é absolutamente comum atualmente, com iPods, iPhones e seus concorrentes –“genéricos” ou não. Mas em 1º de julho de 1979 esse tipo de recurso representava uma novidade excitante. Naquele dia, a Sony lançava o Walkman, um aparelho portátil para ouvir música por meio de fitas cassetes.

O produto foi um dos responsáveis por tornar a Sony uma potência global no mercado de eletrônicos. Foram vendidas 30 mil unidades nos primeiros dois meses depois do lançamento –e 50 milhões em uma década.

Shuji Kajiyama/AP
Primeiro modelo de Walkman, lançado em 1979
Primeiro modelo de Walkman, lançado em 1979

No total, em três décadas, a Sony vendeu 385 milhões de unidades Walkmans –incluindo a evolução das fitas cassetes para os minidisks e finalmente arquivos digitais. Para comparação: a Apple vendeu mais de 210 milhões de iPods no mundo em apenas oito anos.

Trilha sonora ambulante

Masaru Ibuka, cofundador da Sony, teve a ideia para a criação do Walkman em uma de suas viagens internacionais, nas quais ele costumava ouvir músicas em gravadores de fita que eram muito pesados para serem considerados portáteis.

O produto tinha mais ou menos o tamanho de um livro e pesava 390 gramas. E era até barato na época: 33 mil yens (cerca de R$ 660, em valores atuais).

A recepção inicial do Walkman no mercado foi um tanto fria. Muitos lojistas afirmavam que um tocador de fitas cassetes sem sistema de gravação teria poucas chances de sucesso. Isso mudou rapidamente.

A Sony afirma que o nome do produto foi escolhido por causa da popularidade do Super-Homem na época e em razão de o aparelho ter como base um gravador de áudio chamado Pressman.

Inicialmente, o plano era que o produto se chamasse Soundabout nos Estados Unidos e Stowaway no Reino Unido, mas a empresa desistiu da substituição quando ficou sabendo que na Europa as crianças já estavam pedindo um Walkman aos pais. O nome “pegou” e, em 1986, foi incluído no dicionário Oxford.

Futuro

Nos últimos anos, a Sony está tentando “reinventar” o Walkman, com novas versões destinadas à musica digital, obtendo algum sucesso. Até março, foram vendidos 7 milhões de aparelhos como esse –no mesmo período do ano passado, foram 5,8 milhões, diz a empresa.

Mas, mesmo assim, não consegue acompanhar o passo da Apple, que chegou à marca de 100 milhões de iPods menos de seis anos após o lançamento, em 2001 –trata-se do reprodutor de músicas que vendeu mais rápido na história.

Para analistas, o sucesso do iPod ilustra como a Sony perdeu espaço nos últimos anos, ao não conseguir aproveitar as oportunidades da internet e da era digital. Além de perder a liderança entre aparelhos para música, na área de games a Sony foi ultrapassada pela Nintendo, com o console Wii obtendo vendas bem maiores que o PlayStation 3.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s